Emprego

Vertiv adquire E&I por US$ 1,8 bi


A Vertiv, fornecedora de soluções para infraestrutura digital, comprou a Engineering Ireland Limited (E&I) e sua afiliada Powerbar Gulf (“E&I”). A aquisição custará cerca de US$ 1,8 bilhão, mas há previsão para aporte de mais US$ 200 milhões em espécie, com base na obtenção de certos marcos de lucro em 2022.

PUBLICIDADE

As considerações iniciais consistem em US$ 1,17 bilhão em espécie e aproximadamente US$ 630 milhões de ações ordinárias da Vertiv. O Conselho de Administração da Vertiv aprovou a compra por unanimidade. O processo deve acabar no quarto trimestre de 2021. A equipe da E&I passará a integrar a Vertiv.

Fundada em 1986, a E&I fornece painéis elétricos e sistemas de distribuição de energia. A empresa detém vendas anuais de aproximadamente US$ 460 milhões, além de 2.100 colaboradores e está presente em 30 países. Os produtos da E&I competem em um mercado endereçável de cerca de US$ 7 bilhões, que deve crescer 5% ao ano até 2025.

A aquisição completa o portfólio da Vertiv de ofertas de sistemas de transmissão internos para data centers, mercados comerciais e industriais vitais de sua companhia. Juntas, as empresas vão atender empresas de cloud e colocation de hyperscale. A compra também deverá fortalecer a posição da Vertiv fora dos Estados Unidos, país em que atua mais fortemente, em direção à Ásia e Europa.

Além disso, a Vertiv espera alcançar US$ 18 milhões em resultados das sinergias de custos antes dos impostos dentro de três anos após o fechamento. Essas sinergias virão de uma combinação de custos de compras, gerais, administrativos e de produtos.

Resultados recentes

A Vertiv forneceu também uma atualização sobre as condições atuais do negócio. Os pedidos em julho e agosto aumentaram aproximadamente 12% em comparação com o mesmo período do ano passado, impulsionados pelo fortalecimento contínuo dos mercados de cloud e colocation. O crescimento dos pedidos traz carteira recorde de US$ 2,4 bilhões no final de agosto, um aumento de 30% em relação ao final de 2020.

Apesar disso, os desafios na cadeia de suprimentos estão tendendo a piores do que o esperado. Isso devido à escassez de peças críticas sendo necessário compras adicionais à vista. Em alguns casos, a empresa não consegue adquirir peças críticas por nenhum preço, criando desafios de produção e entrega que pressionam as receitas. Medidas para sanar a escassez devem continuar no primeiro semestre de 2022.

Por isso, a Vertiv está revisando sua projeção para o terceiro trimestre e o ano completo de 2021. Não há previsão de melhorias até o próximo ano, o que pode ser conservador.

(Com assessoria de imprensa)



Source link

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button