Emprego

Cisco terá laboratório Open RAN no Brasil


Laércio Albuquerque, vice-presidente da Cisco LATAM

A Cisco pretende lançar dentro das próximas semanas um laboratório Open RAN brasileiro, informou o vice-presidente da Cisco para América Latina, Laércio Albuquerque em coletiva de imprensa hoje, 21. O centro servirá para o desenvolvimento, certificação e integração de equipamentos Open RAN

Além de Albuquerque, o chefe de Assuntos Governamentais e Políticas Públicas, Giuseppe Marrara, mencionou o novo projeto. Os executivos da Cisco não puderam fornecer muitos detalhes sobre o laboratório, “porque vai ser anunciado daqui algumas poucas semanas”, justificou Marrara. Sem revelar valores, o chefe disse que a iniciativa contará com investimentos “significativos”.

PUBLICIDADE

O centro está dentro do programa Country Digital Acceleration (CDA), por meio do qual a companhia avalia as mudanças necessárias em cada país para se digitalizar. No Brasil, um dos 44 integrantes, o programa foi chamado de Brasil Digital e Inclusivo. Iniciativas de centros de Open RAN já existem em outros países de atuação da Cisco e estão mais avançadas na Ásia. “Em breve devemos também replicar [o laboratório] em outros países da América Latina”, comentou Marrara.

Ao ser questionado sobre o sumiço das menções sobre Open RAN da empresa, Laércio Albuquerque comentou que essa tecnologia permanece como uma das mais grandes apostas da companhia. “Mas melhor do que fazer [Open RAN] é criar e inovar algo totalmente diferente em Open RAN”, completou.

Transição para software

Uma das grandes prioridades atuais da Cisco é continuar o projeto de dez anos de transformação da base do negócio da companhia para software. Atualmente, esse cenário já é realidade realidade para a companhia. O mesmo ocorre na América Latina, onde um terço dos serviços prestados pela empresa é de software. Hoje, 60% das soluções da Cisco são em software avançado.

A Cisco tem baseado suas contratações por meio de assinaturas. Outra forma bem sucedida de contratação mencionada por Albuquerque é a negociação largos acordos com empresas de cross architecture que demandem vários tipos softwares, como segurança, aplicações, entre outros.



Source link

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button