Emprego

Justiça vai receber apenas processos eletrônicos a partir de março de 2022


O ministro do STF, Luiz Fux, de toga, diante do microfone
O ministro do STF Luiz Fux (Foto: José Cruz/ABr – CC)

A partir de 1º de março de 2022, os tribunais brasileiros não poderão mais distribuir processos em meio físico, passando a trabalhar exclusivamente com ações eletrônicas. A decisão do Plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) foi tomada na 338ª Sessão Ordinária, nessa terça-feira, 21.

Para o presidente do CNJ, ministro Luiz Fux, ferramentas tecnológicas como o Juízo 100% Digital, a Plataforma Digital do Poder Judiciário e o Balcão Virtual, que integram o Programa Justiça 4.0, serão responsáveis por suprir necessidades antes resolvidas presencialmente nas varas, por exemplo.

O recebimento de casos novos em meio físico somente será admitido em razão de ocasional impossibilidade técnica eventual ou urgência comprovada que o exija. Também em 1º de março do ano que vem, os tribunais passarão a exigir que os inquéritos policiais, termos circunstanciados e demais procedimentos investigatórios que ainda tramitarem em meio físico sejam digitalizados. (Com Agência CNJ de Notícias)



Source link

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button